Exagerou na comida? Faça um detox para recuperar o bem-estar

Passamos o ano todo nos policiando para não derrapar e manter a alimentação o mais saudável possível. Mas aí chegam o Carnaval, a Páscoa, o Natal, o Réveillon, o nosso aniversário e as férias, entre tantas outras datas comemorativas, e a tentação fala mais alto do que qualquer coisa. Resultado? Uma overdose de gordura, sal, açúcar, conservantes e bebidas alcoólicas, que pesam no corpo. “Esses excessos comprometem o bom funcionamento do fígado e do intestino, deixando a metabolização dos nutrientes deficiente e comprometendo vários aspectos da saúde“, alerta a nutricionista Beatriz Botequio, de São Paulo. “Eles também fazem com que haja o aumento na quantidade de toxinas no organismo e, por tabela, de radicais livres”, completa a nutricionista Paula Castilho.

Os primeiros sintomas percebidos por quem ultrapassa os limites nas garfadas e nos goles são cansaço excessivo, falta de concentração, dores de cabeça, diarreia ou prisão de ventre, ganho de peso, dificuldade de fazer o ponteiro da balança baixar e piora na celulite. “Há também a retenção de líquido, que provoca inchaço, e o aparecimento dos gases”, acrescenta Andrea Frias, que é PhD em nutrição, da capital paulista. “A longo prazo, isso também favorece o envelhecimento precoce e nos deixa mais vulneráveis ao surgimento de doenças”, reforça Paula Castilho.

Limpando a área

Uma boa maneira de amenizar o estrago é lançar mão da desintoxicação, conhecida popularmente como detox, que funciona como uma verdadeira faxina no organismo. O primeiro passo é retirar completamente do cardápio os produtos industrializados, refinados e ricos em sal, açúcar, gorduras ruins e aditivos, e bebidas alcoólicas. “No lugar disso, colocamos alimentos repletos de fibras e substâncias antioxidantes, como as frutas e as verduras”, diz Paula. Carnes brancas, sementes de linhaça, gergelim, chia e grãos como feijão, grão-de-bico e ervilha, além de carboidratos integrais, também são bem-vindos nessa fase. E, claro, a hidratação é fundamental – pode investir pesado em litros e litros de água, chás e sucos naturais.

Equilíbrio

O período em que o detox deve ficar em cena depende de quanto você exagerou e da sua disciplina. Normalmente, em poucos dias já é possível perceber os seus efeitos, em especial a redução do inchaço na barriga e a sensação de leveza e bem-estar. “O indicado é que ele dure no máximo um mês”, diz Beatriz. Depois disso, o ideal é manter uma alimentação livre de substâncias nocivas. “Como não é possível ficar totalmente a salvo delas, é importante que a pessoa repita esse tipo de dieta mais radical de vez em quando para que o organismo se mantenha funcionando a todo vapor”, recomenda Andrea Frias.

Drenagem linfática

Marcar uma massagem também é bom para quem precisa eliminar o excesso de toxinas, diminuir o inchaço e combater a celulite. “A mais indicada, nesse caso, é a drenagem linfática, pois ela melhora bastante o fluxo dos líquidos corporais, proporcionando a sensação imediata de conforto e aumentando a eficácia geral do sistema imunológico”, explica Ana Cristina de Oliveira Markowski, fisioterapeuta de São Paulo. “O recomendado é que, no início, sejam realizadas duas ou três sessões semanais, dependendo do caso. Mas os benefícios já podem ser notados na primeira”, garante a especialista.

Tá na cara que exagerou

A pele, obviamente, também sofre com os abusos. “A má alimentação e o consumo de bebidas alcoólicas, somados à poluição, à mistura de muitos cremes e ao uso de maquiagem sem a correta limpeza, fazem com que o tecido fique opaco e sem viço”, conta a dermatologista Karla Assed, do Rio de Janeiro. “E ainda aumenta as chances do aparecimento de acne em quem tem tendência ao problema.” Os ajustes na dieta oferecem uma boa melhora no quadro. Mas, segundo Karla, investir em um detox específico para o rosto mensalmente garante um efeito melhor. O processo consiste em retirar profundamente as impurezas com a ajuda de máscaras próprias para essa ação desintoxicante e, em seguida, aplicar um bom hidratante. O resultado é uma pele mais uniforme, sedosa e luminosa. “O tratamento pode ser feito em casa como manutenção. No consultório, costuma ser mais eficaz, pois podemos combinar com peelings potentes”, diz Karla.

E no cabelo também

Outra parte do corpo que merece passar por um detox são os cabelos. “Fatores como o sol, a água do mar e da piscina, a poluição, o cigarro e os resíduos de produtos, como os leave-ins e as pomadas, deixam os fios com o aspecto sujo, ásperos e apagados”, conta o cabeleireiro Wilson Eliodorio, de São Paulo. “Para reverter esse quadro e deixar os cabelos hidratados, fortes, com vitalidade e muito brilho, fazemos uma limpeza profunda dos fios e do couro cabeludo“, conta Dilma Baptista, cabeleireira e terapeuta capilar, do Rio de Janeiro. Quem já se submeteu a processos químicos e tem o costume de usar muitos produtos nos cabelos deve agendar uma sessão a cada 15 dias. Do contrário, uma vez por mês é o suficiente.

O tratamento feito no salão, que custa entre 200 e 400 reais, é mais profundo, mas ele também pode ser feito em casa. “Quando sentir que os cabelos estão pesados e sem vida, lave-os com um xampu de limpeza profunda, enxague e repita a operação com um xampu hidratante”, ensina Eliodorio. “Enxague bem, aplique o condicionador, enxague novamente e finalize com uma máscara de hidratação adequada ao seu tipo de cabelo, que deve ser retirada com bastante água, de preferência fria.”

Fonte: mdemulher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *